Mensagens

Resiliência

Esta é sem dúvida uma das maiores qualidades da Constança. Caiu na escola, uma queda na relva sem jeito nenhum, teve azar na forma como caiu e fez duas fracturas no pulso - no rádio e no cúbito. Aconteceu precisamente no dia de aniversário da madrinha Inês, 21 de setembro, com direto a ida de ambulância e tudo. Assim que me viu entrar na escola chorou muito, sobretudo quando percebeu que teríamos de ir de ambulância para o hospital. Ficou assustada, imaginou o pior e num momento de descompressão, misturado com as dores, chorou muito. Deixei chorar mas ao mesmo tempo fui explicando que não era preciso fazer drama, que o importante era perceber se tinha ou não partido o pulso para se tratar o melhor e mais rápido possível para deixar de ter dores. Falei com calma, que nestas alturas desce em mim o lado mais objetivo e pragmático, e aos poucos o choro passou. Quando a ambulância chegou já estava mais calma, entrou e passou a viagem a tentar descansar numa atitude de "crescida"…

A festa da Inês

Imagem
Tanto a dizer sobre esta festa mas a verdade é que nem a melhor descrição do mundo lhe faria justiça. Foi uma noite longa e para lá de animada. Só de me lembrar da queda à artista de circo do Hugo, de cara no chão na areia, começo a rir descontroladamente! Depois penso na pista de dança, a da festa e do estacionamento e a música do Toy já não me sai da cabeça. A Inês raramente faz festa de anos mas a verdade é que sempre que faz dá nisto - uma noite memorável!  Obrigada amiga, pela festa, por fazer parte da tua lista de "pessoas" mas acima de tudo, obrigada pela tua amizade que sei (e sinto) que vem de dentro. És uma referência na minha vida em tantas coisas que não imagino a vida sem ti. E isso é amor de verdade. Muitos parabéns querida amiga, comadre e mana de coração.

A construir memórias

Imagem
No almoço de fim de férias com as comadres falámos, pela milésima vez em como seria giro conseguirmos um fim de semana para irmos todos juntos a algum lado, mas desta vez sem filhos, para termos uns dias só para nós. Descansar, passear, comer e beber sem preocupação com horários e com as rotinas e ritmos dos miúdos.  Encontrar a data sempre foi missão impossível até que os astros se alinharam e a pensar nas Feiras Novas escolhemos Ponte de Lima como destino. O entusiasmo foi tal que mesmo percebendo que as Festas seriam no fim de semana anterior à nossa ida, mantivemos o plano e o destino, não olhando a meios para tornar a nossa viagem verdadeiramente épica: alugámos uma carrinha de 9 lugares para irmos todos juntos; conseguimos uma quinta maravilhosa em exclusivo para nós; visitámos amigos e família; comemos pica no chão (o famoso arroz de cabidela); voltámos ao Poço do Pé do Negro no Bárrio; fomos à feira de Ponte de Lima; fizemos churrascos; subimos a Santa Lúzia e até registámos …

Aprendemos juntos

Imagem
Há tanto para aprender e a forma como se aprende é determinante para o sucesso de qualquer aprendizagem.  Há tanto conteúdo importante neste vídeo que vale a pena vê-lo do início ao fim. Coisas simples, outras mais complexas mas todas explicadas de forma objetiva e muito construtiva. Era tão bom que quem toma decisões neste país, nas nossas escolas, nas salas dos nossos filhos pudesse assistir e implementar estratégias de aprendizagem pensadas com esta visão.

Parabéns maninha!

Imagem
Planeou a festa de aniversário com meses de antecedência. Preparou cada detalhe com todas as suas energias. Convidou meio mundo porque quem entra na vida da Andreia, entra para fazer parte dela.  É um tudo ou nada que não deixa ninguém indiferente. Com uma energia e entusiasmo contagiante, leva-nos a todos para um dia intenso de festa, de alegria, de convívio, de celebração, de união. O aniversário é só um pretexto porque é assim que gosta de estar: rodeada de todos os que ama, de todos os que entram na vida dela e que acolhe de coração aberto. Sem meias medidas.  Entra no último ano antes dos "enta" depois de uma reviravolta na sua vida, depois de um ano que representa um marco na sua vida - o ter assumido publicamente a doença de Parkinson, mas mais do que isso, o ano em que aceitou a doença como uma realidade permanente, para si e para os outros, ciente de que mais do que saber aceitar, é preciso enfrentar e seguir caminho. Aprendemos todos com este desafio, com esta cor…

Uma vida inteira

Imagem
Lembro-me perfeitamente do dia do casamento do Sérgio e da Célia. Foi há 25 anos. Ontem celebrámos as bodas de prata - acontecimento raro nos dias de hoje e, mais raro ainda, assistimos ao Baptismo do Tomás, o 8.º filho deste casal que faz parte da minha vida desde que me lembro.  O Sérgio é o filho mais velho da família Oliveira, nossos vizinhos de criação, manos de coração - como carinhosamente nos trata o Sérgio e como no fundo nos sentimos todos, ligados desde sempre e para sempre, com tantas histórias, aventuras e memórias que perduram no tempo.  A noite de ontem foi por isso mais uma daquelas especiais e únicas - pela celebração em si, pelo duplo motivo de felicidade mas também pela Graça que nos une a todos. Crescemos juntos, seguimos caminhos diferentes mas a vida manteve-nos por perto, presentes nos momentos importantes, nas alegrias e nas tristezas como só a família de verdade consegue. Estamos cá uns para os outros, como sempre aconteceu e que, geração após geração, querem…

A publicidade no seu melhor

Imagem
De vez em quando aparecem anúncios que fazem a diferença.

Os que passam uma mensagem importante mas de forma simples, clara e directa.

Este é um desses!