Mensagens

A mostrar mensagens de Maio, 2014

Gosto deste pediatra

Li esta entrevista no novo jornal online Observador e não podia estar mais de acordo com a maioria das opiniões deste pediatra. Acho que, como em tudo na vida, há que haver bom senso e sobretudo adaptação a cada fase. A Constança dormiu na nossa cama durante 4 anos e agora, de uma noite para a outra, decidiu que quer dormir sozinha na sua cama. Bem dizia a pediatra que o clique iria chegar e chegou. Quem diz isto, diz o deixar a chucha, as fraldas, o passar a beber leite pelo copo... eu que tenho um feitio super descontraído (na opinião da mana galinha Andreia, até demais!), tenho aprendido que não vale mesmo a pena stressar ou apressar comportamentos, que na verdade apenas nos facilitam a vida a nós, pais. Por isso é justo que sejam elas, as crianças, a estabelecer o ritmo.

A diferença entre o ter, o gostar e o poder ter mais filhos

Diz um estudo recente, do Instituto Nacional de Estatística sobre Crianças em Portugal, que "Em média, as pessoas têm 1,03 filhos, pensam vir a ter no máximo 1,77 filhos, e desejariam ter 2,31 filhos." ou seja, as pessoas têm 1 filho, planeiam 2 mas gostar, gostar... 3 filhos é que era bom! Eu revejo-me nestes resultados do estudo e fico triste por perceber que somos todos uma cambada de frustrados... porque a verdade é que sonhamos muito mas depois sofrer para viver o sonho está quieto. Dá trabalho, custa dinheiro, atrapalha os planos por isso deixa-me é estar aqui sossegadinha e fingir que sou uma pessoa feliz e realizada. É verdade que o ambiente em que vivemos hoje em dia não nos faz ansiar por pôr mais gente neste mundo cada vez mais louco, (veja-se o caso recente dos resultados das Europeias para não se esperar nada de bom do futuro que aí vem); também é verdade que vivemos  numa sociedade em que os valores da família estão "fora de moda" (basta olhar para o…

C..

Imagem
Sábado, 24 de maio vai ficar na minha história de uma forma marcante e para a vida. Partilho aqui o que poderão ver ao vivo e a cores, literalmente, da próxima vez que nos cruzarmos. Acho que a imagem diz tudo, mas para olhos/mentes menos rápidas (não desfazendo...) é um C com 2 corações. 2 corações que desde a primeira batida tornaram a minha vida mais feliz. Desde o 1.º batimento, transformaram a minha vida. Me transformam a  mim a cada dia que passa. São estes 2 corações que fazem bater o meu coração e que dão todo o sentido à minha vida e por isso: obrigada Constança, obrigada Carlota.

P.S.1: para quem sonha fazer uma tatuagem e só não a faz porque tem medo da dor, que se desenganem e se façam gente! Não custa nada (só mesmo dinheiro!) P.S.2: para quem sonha fazer e ainda não fez só porque não conhece um sítio "seguro", aqui fica o contacto de onde fiz e onde certamente vou voltar (depois da 1.ª o difícil é parar...)

Nunca se esqueçam das vossas promessas

Adoro!




A minha parte já está

Finalmente reuni todos os documentos necessários à inscrição da Constança no Jardim de Infância e ontem lá fui eu entregar os impressos. Fiquei a saber que "aconselham" colocar mais do que 1 J.I., mesmo que fique fora da área de residência e foi o que fiz. Agora é esperar que os resultados sejam afixados, lá para meados de julho, e depois disso pensar no futuro. Também só depois disso, ficaremos a saber o valor da mensalidade dos prolongamentos de horário (e ainda falam de ensino gratuito!?). Ontem a funcionária da secretaria fez um ar chocado quando viu que assinalámos os 3 prolongamentos, ou seja das 07h30 às 9h; das 15h30 às 17h30 e das 17h30 às 19h. A mim parece-me óbvio que quem trabalhe precise de escolher os 3 mas pelos vistos, pais que trabalham a tempo inteiro e não têm ao seu dispor familiares a tempo inteiro,  devem ser coisa rara... enfim... para já é esperar. Depois logo se vê!

O desenho da Constança

Imagem
A descrição continua a mesma mas a cada semana as figuras e a grafia melhoram, pelo menos é a opinião da educadora. É continuar a dar-lhe tempo... confesso que para mim vai ser uma tarefa bem difícil não tocar neste assunto, porque continuo a achar que devia arriscar e dizer o que lhe vai na cabeça e desenhar os riscos que bem lhe entendesse... mas enfim... é confiar na experiência de quem sabe mais destas coisas.

Nota: a sério que adorava perceber de psicologia infantil para entender porquê que o pai e a mãe têm mãos e pés diferentes das filhas... mas se há coisa que adoro neste desenho é o sorriso que todos temos na cara!!!

# Outro programa que faz bem à alma

Imagem
Pick-nick em Mafra! Começámos o passeio pelo Jardim do Cerco ao lado do Convento de Mafra, que face às minhas recordações de infância levou um upgrade que até parece outro! O espaço está muito bem cuidado, com um parque infantil cheio de tudo o que os miúdos adoram.  Depois fomos para o Parque Desportivo de Mafra, que tem uma área verde de se perder de vista, com vários espaços com baloiços e escorregas com uma localização perfeita - já que os pais podem ficar confortáveis na sombra de uma das muitas árvores e nunca perder de vista as suas crianças. Tem várias casas de banho (e limpas!), um bar com esplanada e vários trilhos por onde passear e apreciar a vida calma dos gamos que por ali vivem. Mas o que nos impressionou foi a ausência de confusão! Para além de nós estavam mais 2 famílias, com as quais nem nos cruzámos, apenas vislumbrámos a meia distância... Não sei se serão os 50 cêntimos que são cobrados por cada adulto que funcionam como um entrave (quero acreditar que não!!!) ou …

Começa cedo...

Imagem
Agora todas as semanas temos programa exclusivamente feminino que já incluí as 3! Depois da conquista de passar a tomar banho de chuveiro, sempre na companhia da mana, a Carlota subiu "mais um nível" e passou também a pintar as unhas (o meu estado de concentração absoluta mostra o quanto a tarefa é difícil, tendo em conta a dimensão das mini-mini-unhas!). Ela fica tãooo feliz quando sente que está a fazer o mesmo que a Constança! Ela que não pára um segundo, fica quase sem respirar durante os minutos de manicura! Já a Constança, fica toda contente por ver a mana crescer e a ser cada vez mais uma verdadeira companheira nas suas brincadeiras. Adoro ser mãe de meninas. Acima de tudo: destas meninas!!!!!

Aceito marcações

Imagem
Nestes últimos tempos fiz 3 testes da agulha e os 3 com resultados comprovados. Perante o óbvio, tive direito a homenagem e tudo! Ahahahahahah 


Dia Internacional da Família

Imagem
Família é amor, é alegria, é carinho, é ternura, é perseverança, é esperança, é ligação, é confiança, é paz, é união. A minha família tem isto tudo e outras tantas qualidades. Por isso e por ela sou quem sou.  São momentos como estes que dão sentido às nossas vidas. Que constroem as nossas vidas. Que tornam as nossas vidas tão feliz. À melhor família de sempre, o meu eterno obrigada! Amo-vos muito.







# Programas que fazem bem à alma

Jantar com as amigas e ver um bom espectáculo*. Assim foi a noite de ontem e que bem que soube!!!

*Shadowland - entre o real e o sonho no CCB

Gerir prioridades

Imagem
Finalmente tenho uns óculos de sol novos!!! Os antigos, e únicos, tinham 6 anos... comprei quando comecei a trabalhar na empresa onde ainda estou hoje. Há mais de 3 anos que dizia que queria/precisava de uns óculos de sol novos mas como não é uma compra prioritária, sobretudo depois de se ter filhos, é coisa para se ir adiando por tempo indeterminado. Até porque eu nestas coisas prefiro esperar para comprar uns decentes do que ter mil mas nenhuns de qualidade. A espera foi longa mas valeu a pena! Como quase tudo na vida...

Preguiça ou Insegurança?!

Imagem
Ontem fui espreitar a página de Facebook do colégio da Constança e, como é habitual às segundas-feiras, encontramos o relato do que cada menino fez no fim-de-semana. A Constança diz quase sempre o mesmo "Brinquei com a mãe, o pai e a mana". É verdade que brinca mas também é verdade que tem uma vida super activa nos fins de semana pelo que é muito redutor dizer sempre o mesmo... ontem fiquei meio irritada quando li a descrição, porque ainda de manhã, no trajecto para a escola, conversámos sobre o passeio de domingo. Insisti numa justificação e eis que num desabafo forçado lá diz que não contou do passeio porque depois têm de fazer o desenho e isso seria muito complicado! Começa a desbobinar, a dizer que não caberíamos todos numa folha (mãe, pai, mana, tios, tia e primo), que as folhas são pequenas, que não consegue desenhar castelos... nem queria acreditar! A primeira reacção foi dizer-lhe que estava a ser preguiçosa, que não podia ser, que tinha de ser verdadeira e contar o…

Mãe, nasceu para se sentir culpada

A teoria não é minha, mas partilho inteiramente deste sentimento, desta sensação de culpa constante. Ser mãe é de facto o melhor do mundo, mas ser mãe é também sinónimo de estar sempre com o coração nas mãos, por um motivo ou outro. Já diz o velho ditado que "quem tem filhos tem cadilhos" ou outros tantos que querem dizer o mesmo: a partir do momento em que uma pessoa gera um ser cá dentro, pronto. Está feito. A preocupação é constante, o aperto no peito está sempre lá - pode ser um aperto de simples alegria ou orgulho ou um aperto daqueles que dói tanto que as lágrimas surgem mesmo sem serem convidadas. E no limite, ser mãe é isto: é estar sempre preocupada e se alguma coisa der para o torto nem nos damos ao trabalho de procurar culpados: somos sempre nós, ou porque não fizemos a escolha certa ou porque não conseguimos prever o óbvio, ou não antecipámos algo que estava mesmo à nossa frente...

# Mais um programa que faz bem à alma

Imagem
Almoçar fora na companhia da família, seguido de um passeio em que podemos dar asas à nossa imaginação! Na Aldeia típica de José Franco deu um pouco para tudo: desde alunos muito empenhados, professoras a dar para o distraídas; pose com óculos de sol novos (iupi!!!!); comer o melhor pão com chouriço do mundo; brincar aos príncipes e às princesas... haja energia para tudo!






Parabéns Bruno pelo aniversário e pelo belo programa de ontem.  Estamos aqui para o que for. Tu sabes disso.

Constança, armada em artista!

Imagem
Estava eu na conversa com o Hugo, sobre a minha recente, mas sólida, decisão de fazer uma tatuagem (sim, sei que já tenho idade para ter juízo e é por isso mesmo que quero fazer agora) quando a Constança se chega ao pé de mim, com o seu ar mega doce e diz: "oh mãe se quiseres eu faço-te um desenho: eu, tu e a mana". E eis que com todo o cuidado e atenção criou esta obra de arte:


Carlota, armada em xica-esperta

Imagem
No dia da mãe fui ao colégio da Carlota e ao contrário do previsto, depois do almoço decidi levá-la comigo porque não tive coragem de a deixar a chorar. Aconteceu uma única vez e foi o suficiente para a partir daí ficar a chorar sempre que o pai a deixa na escola. Nem no 1.º dia de colégio ficou a chorar, mas como na 2.ª feira percebeu que era suposto ficar mas como começou a chorar me fez mudar de ideias... pronto! Agora faz o teste todos os dias... bela tentativa Totas!!! 

Como é que se escolhe?!

Mais um programa duplicado! Recebemos convite de ambos os colégios para a missa da família, próximo dia 15 de maio (Dia Internacional da Família). No colégio da Carlota é às 18h e no da Constança às 19h. Então e a qual vamos? E fazemos a escolha em função do quê?! Ou vamos às 2?! Estou a ver que este tipo de "dramas" vão passar a fazer parte do nosso dia-a-dia nos próximos anos... oh meu Deus!!!!

De chorar a rir

Imagem
A última sessão de cinema estava marcada, com filme já escolhido: Noé. No momento de compra dos bilhetes, ouvimos criticas nada positivas ao filme e foi o suficiente para mudarmos a nossa escolha, para um filme de género oposto! "Não há duas sem três" é uma comédia, ao contrário das últimas que fomos ver, diga dessa classificação. De rir até às lágrimas!

Acho que não é um elogio...

Já me caracterizaram como uma pessoa directa, outras como frontal, outras ainda como sem papás na língua. Hoje tive direito a uma descrição diferente: "às vezes pareces um elefante numa loja de vidros". O que por outras palavras deve significar que a minha sensibilidade fica abaixo de zero...

Rescaldo das comemorações do Dia da Mãe

Tive de tirar dia de férias para poder aproveitar em pleno os festejos, já que no colégio da Carlota foi almoço e no da Constança lanche. Foram programas diferentes mas ambos muito envolventes! A ideia do almoço foi sem dúvida original e bem gira, mas o momento do suposto adeus um verdadeiro caos... digo suposto porque claro que não consegui deixar lá a Carlota para o período da tarde! Assim que começou a perceber que estava na hora da despedida, começou a agarrar-se com cada vez mais força, tipo lapa! Só pensei "ainda bem que a posso levar comigo!" Caso contrário ficaríamos as duas a chorar convulsivamente!!! Dos presentes ainda não tirei fotos, mas muito giros: um vaso com uma planta, plantada pela própria Carlota (tinha foto a comprovar!!!) e uma pregadeira feita a partir de cápsulas de café, com a foto da Carlota no centro. Muito original e muito fofo!!! A actividade no colégio da Constança requereu muito mais energia já que fizemos um peddy paper com várias actividades…

Podia ser dia da mãe todos os dias

Imagem
Hoje acordei com as minhas filhas a dar-me os bons dias e a dizer "Feliz Dia da Mãe!". Ainda eu mal abria os olhos e já tinha 2 presentes para abrir: mais uma peça para a minha pulseira Pandora - que agora sim está mesmo, mesmo quase cheia! - e o presente que a Constança fez na escola: um cesto para colocar as molas da roupa, feito a partir de um garrafão de água de 5 litros. Amei tudo!!! Sobretudo a capacidade que a Constança teve de guardar segredo do programa "secreto" com o pai para comprar o presente para a mãe. (e mais uma vez a escolha foi indiscutível: bateu os olhos na borboleta e disse logo: pai é esta porque as borboletas são lindas e são da primavera! O pai só teve de engolir em seco e pagar... ahahahahah).



Mas para hoje já tínhamos planeado um programa bem especial: mãe e filhas foram ver a peça infantil "O capitão miau miau" na Malaposta que superou as expectativas!


Obrigada minhas filhas por me fazerem sentir a mãe mais especial de sempre.…