Consulta dos 6 anos

As idas da Constança à pediatra têm sido anuais, felizmente! E mais uma vez senti-me de coração bem apertadinho por vê-la já tão crescida... as consultas resumem-se mais a conversa do que outra coisa porque a observação geral não são mais de 5 minutos, entre o auscultar, pesar, medir, em altura e tensão arterial também! Depois seguem-se algumas perguntas sobre os cremes, as vacinas (todas em dia!), a praia... resumo final: está óptima, equilibrada no peso/altura, com desenvolvimento próprio para a idade, mais desenvolta e desinibida, pronta para a escola! Até lá ainda iremos a nova consulta de oftalmologia, só para ter a certeza de que a graduação se mantém, mas tirando isso, nova consulta só daqui a 1 ano se Deus quiser!!! 

Arte abstrata

Na sala da Constança fizeram um exercício que ela adorou! Com música clássica de fundo, com uma folha branca e uma caneta na mão, fecham os olhos e deixam a mão trabalhar livremente. Depois escolhem 4 cores e pintam os espaços que criaram. Quis repetir em casa e o resultado foi este!


O que fez na sala foi seleccionado para uma exposição do agrupamento e este que fez em casa já foi requisitado também. Esta minha filha tem mesmo alma de artista e enche-me de orgulho!!!

A fase da fada dos dentes

A fada dos dentes é o mínimo consolo que uma criança pode ter nesta fase da queda dos dentes... é mesmo o único lado positivo porque para além da dor e do desconforto de mastigar com dentes a abanar por todos os lados ou com a ausência deles... há a parte da "queda" que muito raramente acontece de forma descontraída. Ontem vivemos momentos de puro drama! A Constança já tinha o dente de baixo a abanar há umas boas semanas mas parecia que o dente não havia meio de se decidir a sair... ontem, depois do jantar, que agora tem uma duração média de 45 minutos porque mastiga tudo com muita cautela, na 1.ª trinca da maçã ficou com o dente pendurado (literalmente) e com a boca cheia de sangue! Era ela aos gritos, a chorar e a cuspir sangue; a Carlota aflita a achar que a mana estava em alto sofrimento; eu tal e qual uma barata tonta sem saber como acalmá-la e acima de tudo como resolver o problema; o Hugo ao telemóvel com o ar mais calmo do mundo - é nestas situações que realmente os homens fazem a diferença, verdade seja dita. Lá desligou e com a maior paciência do mundo a acalmou e à 2.ª tentativa arrancou o dente. Foram 15 minutos que me pareceram uma eternidade!!! Para já temos assunto resolvido mas estão mais 2, os de cima, a abanar por isso parece que o filme se vai repetir em breve... espero que o drama vá diminuindo com a experiência mas digo já que é uma fase horrível! Para eles que ficam desfigurados (não venham com a história que até é engraçado porque não é! Ficam horríveis, pobres crianças...) e para pais que precisam de ter sangue de barata para situações de emergência médica + prendas escondidas para estas eventualidades! Queria eu ser a fada dos dentes, que só recolhe o material sem se preocupar com mais nada... 

A dor de cabeça chamada: Matrículas!

Desde o dia de anos da Constança que estão oficialmente abertas as matrículas para o Pré-Escolar e para o 1.º Ciclo. Desde esse dia que tenho andado a reunir os documentos necessários para ver se despacho o assunto, pelo menos do meu lado... Este ano vamos inscrever as 2 na mesma escola e rezar, fervorosamente, que consigamos vaga para as 2. Já li e reli os critérios e as prioridades para ambos os casos (JI e 1.º ciclo) várias vezes, pedi conselhos e opiniões e com base neste conjunto de informações/recomendações, acredito que é desta que vamos conseguir ter as 2 na mesma escola, o que fará uma diferença gigante na nossa logística familiar! Acabam os trajectos opostos, as festas em duplicado, os períodos de férias desencontrados e o esforço financeiro do colégio privado da Carlota também. Começará também uma nova fase de adaptação, tanto para a Constança que entra no 1.º ano da escola a sério, um ano sem dúvida marcante na sua vida!; como para a Carlota, que apesar de já conhecer a escola precisará de tempo para se habituar às novas dinâmicas. Sonho com este novo ano lectivo, cheia de expectativas e na esperança de ser o 1.º de 4 anos muito felizes. Apesar de estarem em anos diferentes e por isso com algumas diferenças em termos de horários (ainda bem...) vai ser giro tê-las juntas nas actividades extra-curriculares, incluindo nas festas, passeios e praia! E a cada nova fase das nossas vidas agradeço a Deus por ter sido abençoada com gravidezes tão próximas. Lembro-me de começar a chorar quando contei à pediatra, a minha querida Dra. Sofia, que estava grávida com a Constança ao meu colo, na consulta dos 21 meses, e de ela me responder cheia de entusiasmo: os primeiros 2 anos vão ser duros, vai morrer para a vida, mas depois... ah! depois vai adorar!!!! Elas vão ter uma relação super próxima, andar na mesma escola, vão gostar de fazer os mesmos programas... é altura ideal, vai ver! Palavras sábias e totalmente verdadeiras. Agora para bater tudo certo, que seja este o ano de "andarem na mesma escola"!

A mãe é que sabe

Entre o bonito e o prático, escolho sempre o prático. E isto aplica-se a tudo, incluindo o cabelo. Sempre que se fala em cortar há discussão lá em casa. Elas dizem sempre que não, querem deixar crescer tanto como a rapunzel e o pai concorda. Argumentos como a seca do lavar, pentear, desembaraçar, secar que nunca mais acabam + o apanhar, que solto para a escola é mesmo pedir piolhos na certa... mas não há argumentos que me valham e parece que se trata de preguiça minha ou trauma de infância! Verdade que sempre tive cabelo no máximo pelos ombros, pelo menos até ao fim do 1.º ciclo e houve 1 ano em que reinou a moda do cabelo à tigela mesmo nas meninas... mas a sério que não me vingo nas minhas filhas! A ideia é simplificar a minha vida e a delas! Quando tiverem idade para cuidar dos seus longos cabelos de uma forma autónoma, aí não me vou opor, mas até lá prevalece a decisão de mãe, que é quem cuida (o pai dispensa sempre a parte do apanhar!) e quem sabe sempre o que é melhor para as suas filhas. E isso ninguém discute!

Agora a festa!

Gostamos tanto de registar os bons momentos em fotografia para poderem ilustrar a nossa história mas quando os encontros são intensos, em pessoas e no espaço, fica difícil garantir o registo em fotos... foi o que aconteceu este ano com o dia e a festa de aniversário da Constança. Foi casa e coração cheios de alegria por ter tantas pessoas (e não foram todas!) que nos dizem tanto e que estão presentes nas nossas vidas em momentos especiais como este.


Tudo acontece por alguma razão

Providência divina ou destino ou o que lhe quiserem chamar. Eu acredito que tudo nesta vida acontece por alguma razão, mesmo que na maioria das vezes não se consiga perceber ou aceitar no momento. Mas o tempo acaba por mostrar que tudo tem um sentido, uma explicação, uma razão de ser. A vida encarrega-se de nos mostrar que o que tem de ser tem muita força. Pelo caminho ficam os tropeções e as desilusões... há que esquecer o mau, guardar o bom e seguir em frente. 


A poupança está no sangue

No outro dia calhou abrir o estojo da escola do Simão e qual não foi o meu espanto quando encontrei estes lápis, ou o que resta deles... 


Eu muito espantada com estes exemplares na mão e o Simão a olhar para mim e a dizer "mas o quê que tem?! Ainda escrevem!" Acredito que sim mas para a maioria das pessoas (eu incluída) estes lápis já estariam no lixo... cá está uma coisa que se pode ensinar mas que claramente já nasce com a pessoa. O meu pai sempre disse que o Simão ainda vai ser rico e começo a acreditar que sim!!! Noção de poupança não lhe falta...



Gosto tanto de chá!

Já nem me lembro quando começou este meu gosto, quase vício, por chá. Não há noite que vá dormir sem antes me ter sentado no sofá com uma chávena fumegante nas mãos. Ajuda-me a aquecer, a relaxar, a ficar bem-disposta... é um verdadeiro ritual antes de deitar. Como verdadeira apreciadora de chá, bebo sem açúcar mas confesso que não gosto de todos os chás do mundo... os de fruta ou muito doces dispenso. Já os naturais, de cidreira, erva-príncipe, lúcia-lima, limão são os meus preferidos. 
A minha madrinha vive na aldeia e ao longo dos anos foi-se aprimorando na arte de seleccionar e secar plantas, ervas, folhas, raízes. Há para tudo um pouco: calmante, dor de barriga, indisposição, constipação, fluir o sangue, bexiga, coração... sempre que a visito venho de bolsa cheia, com saquinhos variados, com etiquetas com nome da planta e a respectiva terapêutica. E enquanto apreciadora garanto que a qualidade destes produtos naturais não tem mesmo comparação com as saquetas de compra.  Dizem que os afilhados vão sempre buscar alguma coisa às madrinhas, no meu caso é sem dúvida este gosto pelo chá. Tenho mesmo muito sorte por ter a Maria Delfina na minha vida!


Parabéns Ana!

Hoje é o dia da cunhada e amiga Ana! Se há pessoa constante na minha vida é a Ana, com quem partilho angústias, alegrias, a quem mais peço opiniões e conselhos porque tenho sempre garantida não a resposta que quero ouvir mas a que preciso escutar para tomar a melhor decisão, aquela que será a melhor para mim ou para os meus. Sei que tenho sempre garantida a máxima sinceridade de quem consegue sair da sua pele para se pôr na minha/na nossa. Esta capacidade é coisa rara e só possível por ser a pessoa que é e por me conhecer tão bem, a mim e ao Hugo (quase melhor do que eu!). Funcionamos bem em família, como amigas, confidentes e ainda melhor como mães! Simplesmente não imagino a minha vida sem a presença constante desta minha querida cunhada e amiga que tanto e tão bem me compreende. Que a vida nos mantenha assim: sempre fortes e unidas!

Muitos parabéns querida amiga.


O bolo da Constança

Este ano lancei o desafio à minha amiga Patrícia Pica de fazer o bolo para a festa da Constança. Andei a pesquisar no Pinteret e encontrei um que me impressionou por ser diferente e com um ar super delicado. Enviei foto com o desafio e o resultado não podia ter sido melhor! Ficou simplesmente maravilhoso, tal e qual as expectativas. 

O "modelo"

A decoração
 

O resultado final

Obrigada querida amiga do coração, sem dúvida a mais prendada que conheço :)

6 anos com tanta coisa dentro

Os vídeos são sempre um bom resumo do ano que passou. Quando começo a seleccionar as fotos e vejo que nunca mais acabam, realizo que não nos podemos queixar da vida que temos! Foram passeios, festas, momentos nossos, momentos dela, tanta coisa que vivemos e que guardamos como bons momentos, como recordações que nos deixam felizes e que mostram o quanto a Constança tem sido e é uma criança feliz. Este ano a festa acabou por ser diferente do que tínhamos idealizado mas nem assim perdeu o espírito e entusiasmo! Admiro-lhe a capacidade de perceber as situações, as adversidades e de encarar as mudanças de ânimo leve e de sorriso na cara. Gostava de ser assim... no dia de aniversário planeámos dar um passeio, tal como nos anos anteriores, mas choveu torrencialmente a manhã toda... eu a ficar triste (e meio doente também) e ela feliz a sugerir ir almoçar ao shopping do sol e da lua (leia-se Loures Shopping) para andar no comboio e ir ao McDonald's. A simplicidade desta miúda arrebata-me! Lá tivemos o programa mais normal do mundo, nada de diferente nem de especial mas que a deixou feliz na mesma. Tenho tanto a aprender com esta minha filha!!!! Consegue ser a criança mais amorosa, preocupada e atenta, delicada mas decidida, super generosa e cheia de ternura. São 6 anos que me enchem de orgulho e de emoção também por tê-la na minha vida. Que a vida nos continue a sorrir sempre!!!! E que mesmo quando não cumprimos o que idealizámos, tenhamos a capacidade de aproveitar o momento e sermos felizes na mesma!




Não tinha saudades...

Ontem acabei o dia nas urgências com a Carlota. Com febre desde sábado, com dores de garganta... Fiz o diagnóstico antes de sair de casa e não me enganei: amigdalite. Já não nos visitava há uns meses e não tínhamos saudades nem das urgências do hospital, menos ainda do antibiótico que continua a odiar... Precisamente na semana que já estou de neura com este tempo de inverno em plena primavera! Logo na semana do aniversário da Constança, que idealizou a sua festa no terraço... Isto por aqui não está fácil! Haja força para contornar todos os obstáculos... Isto de ser mãe não é mesmo nada fácil. Preciso de férias!!! 

Finalmente... temos mecânico!

Passou mais de 1 ano. Se foi duro? Sim, muito. Se passou rápido? Não, não passou. Se valeu a pena? Sim, acreditamos que sim! Antes de começar um novo desafio são sempre mais as dúvidas do que as certezas. Sempre muitos obstáculos, alguma reticência e nenhuma vontade de sair da zona de conforto, da rotina organizada e previsível já instalada. Mas os desafios aparecem quando menos esperamos e nesse momento não há que duvidar da capacidade do ser humano em adaptar-se. Foi isso que fizemos no ano passado, quando apareceu a oportunidade do curso profissional de mecânico de motas. Foi difícil para Hugo, com um nível e uma velocidade muito difíceis de acompanhar e conciliar com os dias intensos de trabalho; foi difícil para as miúdas, de repente deixarem a rotina do pai as ir buscar relativamente cedo; foi muito complicado para mim, ser mãe solteira durante os dias da semana com toda a logística que isso implica! Mas conseguimos!!!! Hoje terminou o estágio, a última fase do curso e finalmente respiramos de alívio! Já ouvi muitos comentários do género "olha vês, até passou num instante", pois que não concordo! Demorou a passar, custou bastante mas estamos todos em sintonia quanto ao "valeu a pena". Claro que sim! O Hugo teve a sorte de ter um formador super cromo na coisa, capaz de transmitir o entusiasmo pela mecânica de uma forma contagiante. Fechou com chave de ouro com o estágio na Ducati, onde aprendeu e experimentou motos que dificilmente lhe passariam pelas mãos na nossa garagem de Casal de Cambra... o balanço é para lá de positivo, a compensar toda a dedicação e esforço não só do formando como da sua querida família. Resumo da história, conseguimos! Parabéns Huguinho por esta conquista que é tua, mas que sinto como nossa.


Dia dos irmãos

Foi no fim-de-semana, mas só hoje tenho tempo para prestar a devida homenagem! Às minhas queridas maninhas e mano o meu obrigada mais sincero por serem as pessoas que são. Por estarem sempre lá quando preciso, sempre cheios de paciência para o meu feitio nem sempre simpático e tão pouco fofinho... a vida tem-nos feito umas partidas mas juntos temos conseguido enfrentá-las da melhor forma, com formas diferentes de ver as coisas, com pontos de vista nem sempre convergentes mas sempre capazes de encontrar a melhor solução, de nos respeitarmos pelo que cada um é e pelas escolhas que cada um faz. Desejo que a vida nos mantenha assim, sempre unidos e felizes porque assim sempre será mais fácil enfrentar o que for. "Um por todos e todos por um!"


Domingo em cheio

 Há fins-de-semana em que não temos nada para fazer, coisa rara lá em casa, mas também acontece... outros há em que as coisas se sucedem a uma velocidade alucinante! Foi o caso de domingo em que tínhamos bilhetes para uma sessão de cinema grátis no Loures Shopping às 11h (para quem não conhece, deixo a dica de quem já foi mais do que 1 vez e recomenda, basta aderir ao Promofans e ficar atenta ao e-mail) e para a tarde convites para a peça Cinderela no Teatro Armando Cortez. Foi um dia em cheio, dedicado às nossas pequenas, que vibraram sobretudo no musical da Cinderela! Muito giro mesmo. Não precisava de ter sido tudo no mesmo dia... mas havendo a oportunidade, não somos dados a desperdícios!





No trabalho também há amigos

Há a expressão "no trabalho não é para fazer amigos" mas claramente que aqui onde trabalho, e felizmente, isso não se aplica! Claro que estamos cá para trabalhar mas sendo seres humanos, e passando no emprego grande parte do nosso tempo, convém que o ambiente seja bom e que as pessoas se entendam! Não é preciso sermos os melhores amigos mas quando somos isso só pode ajudar a que o dia-a-dia corra melhor. Tenho a sorte de ter como colegas pessoas que considero minhas amigas, com quem partilho grande parte da minha vida, que me aturam já há quase 9 anos e que me têm ajudado a crescer, tanto como profissional como ao nível pessoal, com as coisas que me ensinam, com as partilhas diárias, com experiências e caminhos de vida tão diferentes do meu. O Ricardo estava cá quase há tanto tempo como eu e sendo o único elemento masculino do departamento, sempre teve um papel muito importante!!! Chegou a hora de abraçar um novo desafio para além fronteiras, e sendo esse o seu sonho desde que o conheço, só posso ficar feliz por ele. Custa-me muito dizer adeus, confesso... fica a nostalgia, a saudade das conversas, dos passeios à hora de almoço, dos desabafos, das risadas, dos comentários das séries... ficam muitas coisas e isso é bom sinal, de entre elas a amizade que acreditamos vai sobreviver além fronteiras! Muito boa sorte querido amigo, que agora se junta à minha querida amiga Isadora! Aos 2 só posso desejar as maiores felicidades do mundo! Ao casal mais (disc)secreto do mundo, fica prometida a visita da família Vaz :)


Oh S. Pedro, por favor!

Não me troques as voltas querido S. Pedro! Tenho visto as previsões do tempo para a próxima semana e começo a ficar preocupada.... ontem previam chuva. Hoje de manhã também mas agora fui ver e afinal já parece que estará sol. Olha querido S. Pedro, aguento tudo, que remédio o meu, mas também não custa nada facilitar a coisa, já que estamos em plena Primavera e de sol e calor ainda vimos muito pouco... vou continuar a consultar a aplicação várias vezes ao dia e espero que a coisa se componha... pensamento positivo!!!

Avaliação Constança - 2.º Período

Este ano tem sido um novo desafio na vida escolar da Constança, com nova escola, novos amigos, novas atividades, novas rotinas. Muita coisa mudou mas a adaptação até correu muito bem, pelo menos em relação ao seu entusiasmo e interesse em relação tanto às atividades dentro da sala do Jardim de Infância, como nas atividades extra no AAAF. Tenho agora a plena convicção que esta decisão foi a melhor que podia ter tomado, para bem do seu desenvolvimento e sobretudo para estar o mais preparada possível para a nova etapa que se avizinha a passos largos. Ontem, na reunião do 2.º período, a educadora diz que apesar da sua personalidade mais inibida, demonstra a aquisição das competências necessárias para a transição do JI para o 1.º ciclo. No teste que os alunos "finalistas" fizeram teve resultados acima da média em alguns e dentro da média noutros. Conclusão: está tudo óptimo e muito bem encaminhada para um percurso escolar que se espera de sucesso. A única recomendação tem a ver com o conseguir trabalhar abstraindo-se do ruído/confusão, o que diga-se de passagem não me parece nada fácil... a sorte da Constança é ter a Carlota na sua vida, o que faz com que o treino desta capacidade seja intensivo! Enfim... o balanço é positivo e é isso que importa. Agora, daqui ao final do último período é um instante e até já pediram para se providenciar uma capa de finalistas!!! Festa de final de ano já agendada e preparativos já a rodar. Matriculas para o novo ano já daqui a nada... Assustador o ritmo com que isto está a avançar!!!

[IRS] Logo vi que tinha sido fácil de mais

Quando submeti o IRS achei tão simples, tão rápido, tão eficiente que até estranhei e comentei. Fiquei orgulhosa do sistema! Até começar a ler umas quantas notícias a dizer que havia situações em que não estavam a ser consideradas todas as deduções e que afinal o anexo H, que se julgava facultativo, é afinal obrigatório pelo menos para quem quer que se considerem mesmo TODAS as despesas possíveis, como os juros do empréstimo da casa. Sorte a minha que a cunhada Ana foi mais diligente do que eu e não querendo ficar na dúvida, ligou para as finanças e a resposta foi surpreendente: nem sabem como conseguimos submeter a declaração, e ela estar considerada Certa, sem termos anexado o dito anexo H. Opá a sério?!?! Já fui corrigir a declaração e a diferença no reembolso são quase 150€! Enfim... retiro parte dos elogios, porque continuo a acreditar que este novo formato é bem mais fácil que o anterior. Espera-se é que funcione a 100% e de preferência sem erros que apenas penalizam os contribuintes... Fica o aviso para eventuais incautos como eu...

O meu part-time preferido

Há horas de almoço muito produtivas na minha vida! Há dias que faço vídeos, outros organizo fotos, escrevo aqui ou dou uma ajuda em trabalhos criativos. Hoje foi a vez de criar uns cartões de visita para o novo projeto do mano, Festas com o João - Aniversários desportivos. A estreia foi com o Simão e como correu tão bem, os elogios e entusiasmo chegaram aos ouvidos dos pais dos convidados e daí a surgirem marcações foi um instante! Fico muito feliz por esta novidade na sua vida, que sei que tem tudo a ver com ele e com o que mais gosta de fazer. Ganham os miúdos, ou miúdas, que escolham uma festa desportiva onde se junta o exercício físico ao convívio com os amigos e à alegria contagiante! Parabéns maninho pela iniciativa!!! Que as marcações continuem a chover ;)


Olha que 2

A geração dos mais novos tem sido um verdadeiro desafio nas nossas vidas! Tanto têm de energéticas como de bem dispostos e amorosos. Quem não os conheça até os pode julgar irmãos gémeos, tanto pelas semelhanças físicas como pelo ar de reguilas que não enganam ninguém... e não somos só nós, os adultos, que sentimos uma afinidade especial entre eles... são mesmo uma dupla sempre em sintonia. Que continuem assim!!! 



1.ª Comunhão Simão

O tempo voa mesmo! Estou a ser repetitiva, eu sei... mas é realmente o que sinto quando chegam datas como a de ontem. O 1.º bebé da família já fez a 1.ª Comunhão, a 1.ª festa de confirmação de fé, a 1.ª comunhão com Deus. É um marco importante na vida do Simão e na vida da família, que assistiu orgulhosa e até de lágrima no olho a este momento tão especial! Este ano os horários do futebol obrigaram a uma mudança de paróquia e se por um lado foi estranho estar numa igreja "desconhecida", por outro a organização, dinâmica, as músicas, o Presidente da cerimónia deixaram-nos muito bem impressionados. Foi sem dúvida um marco na vida do Simão e de toda a família!

O ofertório

A 1.ª comunhão 

A foto de grupo

As madrinhas com o afilhado e o emplastro...

O "núcleo restrito" da família e amigos

O bolo

O Simão com os padrinhos

Os tios e vizinhos e padrinhos!

Que o teu caminho na Fé continue forte e firme querido Simão!