A minha Finalista

Este ano a festa final de ano foi muito especial e uma das razões foi sem dúvida a despedida da Carlota do Jardim de Infância. Foram 2 anos na mesma sala, com a sorte de ter a mesma educadora que é daquelas que está na profissão certa! Respeita a individualidade de cada um mas é exigente e atenta quanto aos progressos necessários. Conseguiu perceber a essência da Carlota, que em sala consegue ser tão diferente do que é em casa. Tímida, recatada, responsável e educada quando sabe que tem de ser. Irrequieta, faladora, implicativa e até birrenta com quem sabe que pode ser. Tudo certo e bem canalizado... 
A par disso teve a sorte de ter feito estes 2 anos na mesma escola da mana, na mesma escola onde é recebida - todos os dias - pelo bom dia caloroso do tio, por quem tem uma adoração comovente, o que lhe deu sempre uma segurança e tranquilidade que sem dúvida contribuíram para que o percurso fosse muito mais fácil. 
Terminou este ciclo segura de si, com muita vontade de aprender a ler e a escrever, ainda mais motivada e entusiasmada com a chegada do 1.º ano do que alguma vez esteve a Constança. São sem dúvida muito diferentes, mas parece-me que não terei problemas com nenhuma das 2 naquilo que, para mim, é fundamental: educação e empenho. O resto vem quando tem de vir, cada uma com o seu ritmo, com a sua entrega e com a sua individualidade.
A Constança entrou no 1.º ano com menos entusiasmo mas com mais maturidade, com 6 anos e 5 meses, com o seu modo de ser calmo e tranquilo. Já a Carlota entra com os 6 acabadinhos de fazer. A juntar a isso a diferença de personalidades... tenho noção que a tarefa será bem mais difícil para todos - para a Carlota que terá de aprender a lidar com os erros, os recomeços, as repetições e o tempo de concentração; para todos cá em casa, para quem vai sobrar o apoio aos trabalhos de casa e aturar as "descargas" de adrenalina que de certo chegarão com intensidade, a alegria da superação mas sobretudo o choro do desespero. A juntar a isso a minha curta (curtíssima!) paciência para lidar com birras e ataques de frustração... esperam-nos tempos de verdadeiro desafio! Mas as expectativas nem sempre batem certo por isso é esperar para ver, de coração aberto para o que der e vier. 
Boa sorte minha querida finalista!!!!




Sem comentários: