Contra factos...

Ontem liguei para o colégio da Carlota para perceber com a nova educadora se por lá a Carlota também faz birras: não, não faz. Diz que tem andado bem disposta, só mesmo quando chega a hora de ir dormir a sesta... lá faz o beicinho e chama pelo pai (sempre o pai primeiro...) e pela mãe. Com companhia, lá acaba por adormecer e tem sido das últimas a acordar - o que só reforça a necessidade que ainda tem de dormir. Tirando isso, tudo muito bem. Gostei da conversa, da sensibilidade e compreensão da educadora Catarina. Aconselhou a uma boa dose de paciência e, confirma a teoria, que é muita novidade assim de repente: voltar à rotina/horários; nova sala, nova educadora, novos colegas, mais autonomia; ausência do pai à noite e... escola nova da mana. Nem desenvolvi a conversa mas fiquei a pensar nisso. À  noite fui deitar-me com elas, para ver se adormeciam mais rápido, e já a Constança dormia a sono solto, puxei o assunto da escola com a Carlota. Ela, no seu vocabulário próprio, lá explicou que gosta muito da escola dela e da sala dos "crescidos" mas o que queria mesmo era trocar com a mana: "A Constança vai para a escola da Totas e a Totas vai para a escola da Constança e do tio João". Partiu-me o coração... é que só nesse momento me dei conta que de facto, aos olhos dela, deve ser muito injusto! Porquê que, indo as duas para escolas de crescidos (a dela é a mesma, mas num espaço diferente) a mana tinha logo que ficar com o tio João e ela não?! Lá expliquei que quando for mais crescida, talvez também vá... mas, no momento, de facto não há argumento que me valha...


Comentários

Mensagens populares deste blogue

Porque é preciso haver quem faça

Os amigos são a família que escolhemos

Estamos prontas!