Gosto tanto de chá!

Já nem me lembro quando começou este meu gosto, quase vício, por chá. Não há noite que vá dormir sem antes me ter sentado no sofá com uma chávena fumegante nas mãos. Ajuda-me a aquecer, a relaxar, a ficar bem-disposta... é um verdadeiro ritual antes de deitar. Como verdadeira apreciadora de chá, bebo sem açúcar mas confesso que não gosto de todos os chás do mundo... os de fruta ou muito doces dispenso. Já os naturais, de cidreira, erva-príncipe, lúcia-lima, limão são os meus preferidos. 
A minha madrinha vive na aldeia e ao longo dos anos foi-se aprimorando na arte de seleccionar e secar plantas, ervas, folhas, raízes. Há para tudo um pouco: calmante, dor de barriga, indisposição, constipação, fluir o sangue, bexiga, coração... sempre que a visito venho de bolsa cheia, com saquinhos variados, com etiquetas com nome da planta e a respectiva terapêutica. E enquanto apreciadora garanto que a qualidade destes produtos naturais não tem mesmo comparação com as saquetas de compra.  Dizem que os afilhados vão sempre buscar alguma coisa às madrinhas, no meu caso é sem dúvida este gosto pelo chá. Tenho mesmo muito sorte por ter a Maria Delfina na minha vida!


Comentários

Mensagens populares deste blogue

O milagre chamado Constança José

Wooowwww

Quando a morte espreita...