Quando não sabes o que dizer... desenha. Escreve!

A Constança continua a surpreender. As saudades do primo David bateram à porta e como sempre escolheu fazer um desenho para se expressar. Adoro este lado criativo, esta forma de usar o lápis, as cores, o papel para trazer ao de cima aquilo que sente dentro. E agora, à medida que se vai sentido segura com as palavras, aparecem declarações como esta que me enchem de ternura. Espero que o desejo se concretize e que o seu coração nunca, mesmo nunca, se parta. 


Sem comentários: