Nunca pensei...

Não gosto do Carnaval, quanto mais do Halloween. Mas pelos filhos vale tudo (ou quase tudo) e a verdade é que no fim até soube muito bem entrar no espírito assustador e aproveitar a festa incrível que todos os anos acontece na escola das minhas filhas - escola pública, que tanto me orgulho. Houve baile, caça à morte para conseguir uns doces e um concurso de sons horripilantes, do qual tive a honra de ser júri. Uma noite diferente, que até as minhas doces filhas adoram. A Constança ficou triste porque não queria ter um ar fofinho mas sim assustador... nunca pensei! É viver a aprender e próximo ano lá estaremos, com ar verdadeiramente assustador...


Sem comentários: