Silêncio.

Há filmes que nem o título fica. Há histórias que passam por nós que pouco ou nada deixam. Não é o caso do filme Silêncio. É longo, duro, realista, intenso e que dá que pensar. No que já foi mas no que continua a ser a fé - Deus - para os Homens. Pensar que ainda hoje há quem não possa professar a sua fé livremente é, no mínimo, assustador. Este filme é uma lição de vida, de alguém de carne e osso - português ainda por cima! - que partiu em missão, que passou uma vida de provações, de silêncios longos e profundos. "Felizes os que acreditam sem terem visto" mas que O sentem no seu íntimo. Não percebo como é que não está nomeado para Melhor Filme nos óscares... só prova que há "temas" que continuam a ser relegados, para dar espaço a romances de cordel. Assim se passam séculos de história e continuamos a viver num mundo em que as escolhas religiosas condenam milhares de vidas...

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Parabéns comadre e amiga Inês

Porque é preciso haver quem faça

Parabéns Pai!