A saga continua...

Quando é que imaginei começar, literalmente, um dia a fazer pesquisa no youtube "como furar um ovo"?! Recebemos o recado há uns dias mas confesso que o ignorei porque para além de ter um prazo mais alargado (até dia 23 de março), implicava uma tarefa desconhecida por mim até aqui. Quando li "trazer um ovo vazio" nem percebi muito bem o que a educadora queria dizer com aquilo. Desculpem lá as amigas todas cromas na arte das cromissses e cenas manuais, mas para mim ler ovo vazio equivale a missão quase impossível. Simplesmente não estou formatada para este tipo de actividades... leio "ovo vazio" e faz-se eco no meu cérebro. Para além de nem visualizar o processo, começo logo a pensar no efeito das minhas mãos-dedos-de-chumbo num ovo. O resultado nunca pode ser bom... perguntei à Dora e ela diz-me com ar mega descontraído (como aliás tem sempre, que é coisa que até enerva) que é super simples, furas de um lado, depois do outro e pronto. Fiquei mais ou menos descansada mas não voltei a pensar no assunto. Até hoje de manhã quando bati os olhos na porra do recado e percebi que estamos precisamente a dia 23 de março. Lá fui buscar uma agulha e um ovo, fiz os ditos furos de cada lado - o que para começar não foi nada fácil, que a casca é rija, a agulha pequena e escorregadia. Furos feitos, sem esmagamento mas acontece que nada sucedeu. Abanei o ovo, deixei-o a levar com água da torneira, alarguei um pouco os furos com a agulha mas... nada!!! Eu ali a suar de volta do ovo e o querido pai a dizer lá do fundo "ah isso agora vai ter de ficar aí a escorrer o dia todo". Que rico conselho! Podia lá ficar uma vida inteira que não havia de ficar vazio... já em desespero, pelo tempo que já tinha perdido com o processo, por querer cumprir o prazo e por não querer que a Carlota dissesse à querida educadora "a minha mãe bem tentou mas não conseguiu...", lá me lembrei do fantástico Youtube. Se tudo se aprende a ver vídeos online, furar ovos também devia constar do inventário. E não é que consta?! Eis que para além da agulha é preciso um palito e depois, o instrumento fundamental: uma palhinha! Opah obrigada a quem se lembrou de publicar este vídeo com as instruções. Lá me safei de mais um T.P.C. e cresci como ser humano. Sem dúvida que saber esvaziar ovos deve fazer parte das competências básicas de qualquer pessoa... 
#mãeemconstrução

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Parabéns maninha!

A mãe disse

E de repente...